sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Pague 4 e leve 2

Uma das minhas frustrações em redação publicitária é ter que elaborar comunicação de varejo. Casas Bahia que me desculpe. Dói meu coração só de pensar que o que tem mais resultado são as benditas frases sem sentimentos. Pá-pum. Não é um daqueles jobs desgastadores de cérebro. Por outro lado, eu nunca consigo fazer. Ok "nunca" é uma palavra muito forte. A real é que eu já vou com um sentimento ruim para esse briefing.

Por mais que os títulos de anúncio de varejo sejam meio "óbvios", eles passam por aprovações. Nessas, alguns são reprovados. Qual é o critério? "Gaste menos e compre mais", é melhor que "Compre mais com menos"?! Eu entro em crise e não sei até que ponto o óbvio é óbvio demais ou se o tal do óbvio precisa ser pensado melhor.

(1 minuto de reflexão)

Sinto que faltam letrinhas. Tenho dó delas, tão jogadas no layout, como se fossem meros caracteres. Não pensem que eu não ache varejo importante. Claro que é! E como tem crescido! Os publicitários e marketeiros modernos ainda me trucidam por causa deste texto. Só estou defendo as letrinhas mesmo...

Ok, preciso superar isso. Varejo também faz parte da rotina.

Um comentário:

Robson Graciano da Silva disse...

hahaha
veronica curti demais esse blog seu!!
só dei risada!!!
Otima!!

beijos